sábado, 9 de janeiro de 2010

Que dia é hoje… não sei



Que dia é hoje… não sei,
Todos eles são iguais…
Diferenças não encontrei
Todos os dias são normais…
Segundas e Terças, trabalhei
Quartas e Quintas, foi demais…
Sextas e Sábados, não faltei
Os Domingos sempre iguais

Todos os dias a trabalhar
De manhã ao anoitecer…
Sem um para descansar
É a vida… tem de ser…
Ninguém posso culpar
Por este dias ter…
Para na vida singrar
Tenho mesmo de sofrer…

6 comentários:

Bela disse...

O importante é fazer o que gostamos, mas, nem isso é garantido para todos ... Paciência!

Eu até faço o que gosto mas o patronato deixa muito a desejar ...

Beijo

Lena disse...

Hoje Carlos é o primeiro dia do resto da tua vida...é o Sergio Godinho que te o diz e eu também...

Trabalho um fim de semana sobre dois, e isso por vezes me desorienta e fico sem saber que dia é hoje...

Beijos...

Multiolhares disse...

Ninguém nos disse que a vida era fácil, já Jesus dizia " sofre, meu filho sofre, que a vida é para sofrer", estamos cá só nos resta lutar e viver da melhor forma possível.

Desnuda disse...

A música é belíssima. E o texto é uma realidade comum. Acho que a maioria das pessoas, em maior ou menor escala, estão dormindo na insensibilidade. Por volta dos quarenta e poucos anos, comecei a entender a extensão deste texto. Uma angústia aliada a uma grande fome de vida. A desejar com ansiedade qualidade de vida, ao lado da família e do companheiro. Atualmente , com o passar de mais alguns anos, o tempo é ouro para mim, mas que desperdiço constantemente . Para alguns que ainda dormitam, e que tem pouco ou nenhum tempo para sonhar, a realidade é muito dura, e pior porque cega e amortece. Não se pára para uma reflexão, uma avaliação para viver o primeiro dia do resto da vida.

Excelente postagem! Carinhoso beijo.

poetaeusou . . . disse...

*
companheiro,
,
temos dias assim,
semanas, meses e anos até...
,
um abraço,
,
*

Cildemer disse...

Coragem;)

Eu por vezez também perco o ânimo, mas começo a pensar que há por aí tanta gente a morrer de fome...
:(

***
estrelinhas cheias de coragem mando para perto de você*******

Beijos***