sábado, 30 de janeiro de 2010

Carnaval da Nazaré (2)




Na Nazaré o Carnaval é diferente…

Na Nazaré o carnaval
É diferente podem querer
Tem muito de tradicional
As suas raízes quer manter
Evoluiu na continuidade
Mantendo a tradição
Povo com identidade
Espontâneo e folião
Com estes dois condimentos
Espontaneidade e tradição
Acompanhou os tempos
Com continuidade e evolução
A Nazaré mantém viva
Toda a sua imaginação
De quem o carnaval ama
E o vive com paixão…
Do carro mais elaborado
Ao desfile trapalhão
Do mais bonito ensaiado
Ao mais simples folião
Do rancho mais fantasiado
A todos sem excepção
Mantêm-se as cegadas
A nossa tradição
E as banda infernais
Que grande animação…

1 comentário:

Lena disse...

Teu poema Carlos esta a altura do Carnaval...muito bom...

Ja tinha reparado que o povo da Nazaré tem essa espontaneidade,
tem algo de diferente...

Ja tenho pena de não ir ai para este Carnaval...com estes teus post's ainda fiquei com mais vontade de assistir...so que não se deve assistir mas participar, não é ?
Um dia talvez...

Beijo...