sábado, 2 de janeiro de 2010

O que estava... contiua a estar...



Explicação não encontro
para este modo de pensar
de um momento para o outro
o que estava... deixa de estar...
Explicar a mudança
de num Ano Novo entrar
com uma nova pujança,
o que ficou, não é para lembrar?...


Faço muitas vezes a pergunta
sem a resposta encontrar
de um minuto para o outro
o que estava... deixa de estar...
A vida, não muda assim tanto
nem a maneira de pensar
os problemas não se apagam
por um Ano Novo entrar.


Temos sempre a esperança
de que podemos encontrar
no Novo Ano a mudança
e o prazer de sonhar...
Que a vida é uma nova “dança”
estamos sempre a “redupiar”
e vem-nos á lembrança
o que estava... continua a estar...

6 comentários:

Bela disse...

Eu queria tanto ter passado as doze badaladas na praia da Nazaré, mas não foi possível, mesmo não morando demasiado longe não foi desta que vi o fogo de artificio na praia.
É um desejo adiado, espero não demorar demasiado a realizar.

Beijo

Multiolhares disse...

Devemos de lembrar tudo,
Nada devemos esquecer
Porque a vida não muda
Só por não querermos ver

O ano pode acabar
E um novo recomeçar
Mas a força interior
Essa não se pode apagar

Porque na vida tudo passa
As dificuldades podem passar
Mas o que somos realmente
Isso ira perdurar

Por isso meu amigo
Desejo do coração
Que este novo ano
Te traga esperança e elevação

beijinhos de bom ano

CarlaSofia disse...

Não é a mudança de ano que muda o percurso das nossas vidas. A verdadeira mudança reside em nós, na nossa força de vontade e capacidade de criação e renovação.
Votos de um ano cheio de boas mudanças, quanto ao passado, vamos recordá-lo com carinho, mas sem ficarmos presos a ele.
beijinhos*
~universosquestionáveis~

Cildemer disse...

Há um proverbo francês que diz:"tant qu'il y a de l'espoir il y a de la vie!" = Enquanto há esperança há vida!

A vida não é algo de imutável, as esperiências que vivemos, mesmo quando são desagradáveis, ajudam-nos a crescer e a constituir a nossa personalidade.
Não seriamos os mesmos se as experiências que vivemos tivessem sido diferentes.
O tempo é nosso amigo, com ela a mágoa vai-se díluindo.
Deixe o tempo fazer a sua obra e procure apoio nos amigos.
É sempre bon ter um ombro amigo para pousar e repousar a cabeça e poder chorar á vontade.

***
que a tua boa estrela te guie por caminhos mais suaves.
***

Lena disse...

Ja aqui vim varias vezes, ver se digo algo sobre teu post, que esta muito bém escrito e bém pensado, e até agora não consegui encontrar nada o pouco a escrever sobre ele...

Pessoalmente não tenho domingos, nem feriados, minha vida é feita de dias, dias todos iguais...



um beijinho

poetaeusou . . . disse...

*
é . . .
,
um abraço companheiro,
,
*