sábado, 27 de novembro de 2010

A TERRA QUE “DIZES” SER TUA


A TERRA QUE “DIZES” SER TUA

Gosto muito da minha terra
Que “dizes” ser tua também…
O teu gosto não erra
Mais bela o mundo não tem…

O azul do Mar é brilhante
Que contraste com o Céu faz…
O dourado do Sol no horizonte
Que paz ele nos trás…

No “Canto das Pedras” sei que gostas
Mesmo de Inverno molhar os pés…
É assim que tu demonstras
A “Nazarena” que tu és…

Com o cheiro da maresia
Com o sabor do Mar salgado…
Partes sempre um dia
Com o teu “ego” carregado…

Para teres mais felicidade
Não é difícil adivinhar…
Tens que deixar a cidade
E vires para cá morar…

2 comentários:

Lena disse...

Que belo poema Carlos !
Dum Nazareno para uma Nazarena,
gostando muito daquela terra e Mar,
daqueles sabores a marésia e a salgado...
Encontrando paz e serenidade no famoso "Cantinho das Pedras",
ouvindo o marulhar das ondas...
Ela ali é muito feliz...

Beijinhos....

Lena disse...

O video muito bém escolhido....
Que bom ver a Nazaré do Sitio !

Beijos